Descubra porque as “marcas próprias” são uma crescente no mercado mundial

No mundo, estima-se que as marcas próprias sejam aproximadamente 15% do mercado atual e, apesar disso, essa porcentagem tem crescido cada vez mais e de forma ainda mais rápida do que as chamadas marcas nacionais.

As marcas próprias têm como setor básico de mensuração o setor alimentício, porém mesmo com essa dominante, têm se expandido de forma irreversível para outros setores como, por exemplo, o setor de vestuário, farmacêutico, papelaria, entre outros.
No Brasil, dentro do setor de supermercados, as mercas próprias já representam aproximadamente 7% das vendas.
Esse crescimento pode se justificar por diversos motivos dentro do cenário atual do mercado. Confira alguns:

  • A participação do varejo de valor, onde a estratégia consiste em oferecer ao consumidor mais por menos, influencia o investimento em marcas próprias, visando assim, a maior capacidade do uso da estratégia de preços baixos.
  • Cada vez mais, novos segmentos do mercado têm percebido a importância de adotarem a marca própria em seus setores de atuação, levando assim à ampliação de produtos com marca própria disponíveis.
  • A partir da comparação direta entre produtos, marcas, preços, entre outros, o avanço digital favorece a existência da marca própria ao apresentar ao consumidor a melhor opção de compra e a experiência vivenciada por consumidores anteriores. Nesse cenário, a marca própria é fortalecida por ter maior capacidade de apresentar melhores condições de custo-benefício.

Analisando esses fatores de crescimento, pode-se antever a tendência de expansão das marcas próprias no cenário do varejo global.

Deixe uma resposta