Farmacêuticas diversificam para crescer em mercado desaquecido

Em momento de retração do consumo e forte variação cambial, empresas apostam em genéricos e Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) para sustentar o avanço dos negócios neste ano.

O setor farmacêutico está diversificando o portfólio para continuar crescendo. Fabricantes apostam em Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) e genéricos em um momento de retração do consumo e volatilidade cambial.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), a venda de medicamentos cresceu 8,08% no 1º semestre em relação ao igual período de 2017. O principal segmento é o de MIPs, com 15,42% de aumento sobre o ano passado. “Esperávamos um crescimento melhor, há uma crise de confiança no Brasil e o consumidor está retraído”, declarou o presidente executivo da Abrafarma, Sergio Mena Barreto, em coletiva de imprensa. No início do ano, a entidade previa crescimento de 10%. “Acredito que vai melhorar até o final do ano.”

O presidente da Sunstar Brasil, Luiz Tavares, destaca que a empresa, que atua no mercado de saúde bucal por meio da marca Gum, cresceu mais de 90% nos últimos três anos. “Apesar da greve dos caminhoneiros, estamos muito satisfeitos com nosso desempenho em 2018. Crescemos acima do setor farmacêutico.”Tavares conta que a Gum atua em quatro linhas: adulta, infantil, ortodôntica e interdental (alternativas ao fio dental). “Nosso principal canal comercial é o farmacêutico. A seguir vêm os supermercados e distribuidores. Também fazemos um trabalho junto aos dentistas.” Ele explica que, para lidar com os efeitos da variação cambial, a empresa aposta em lançamentos constantes. “Minimizamos o impacto através do aumento da linha. A cada três meses trazemos alguma novidade.”

fonte: dci

Deixe uma resposta