Empresário supera doença e abre farmácia de manipulação

A Farmácia Artesanal, do empresário Evandro Tokarski, nasceu em Barbosa Ferraz, no Paraná.

Barbosa Ferraz é uma cidade paranaense com pouco mais 12 mil habitantes, a cerca de 450 quilômetros ao norte de Curitiba. Foi ali que nasceu Evandro Tokarski há mais de seis décadas – época em que o local ainda não havia se emancipado à município. Tokarski é o sexto filho de uma família de onze irmãos. Quando tinha dois anos e nove meses de idade, ele foi infectado pelo poliovírus e desenvolveu poliomielite (paralisia infantil).

A obstinação da família, no entanto, o incentivou a se dedicar aos estudos. Para cursar o primário, ele percorria diariamente oito quilômetros a cavalo, entre ir e voltar da escola. A determinação o levou à faculdade e à carreira de farmacêutico.

Como faltava mão-de-obra e investimento para expandir, Tokarski decidiu partir para o sistema de franquias no final de 2013. Mas decidiu que desenvolveria um método próprio. “Os franqueados recebem treinamento in loco e realizamos auditorias periódicas para comprovar se nosso padrão de qualidade está sendo cumprido”, comenta.

O grupo trabalha ainda com conversão de marca, em que o proprietário continua sendo o dono do negócio, mas usa a marca da farmácia. Segundo Tokarski , há casos em que as unidades conseguiram dobrar o faturamento em apenas um ano de parceria. Esse tipo de plano de negócio já foi implementado em 45 pontos espalhados pelo país.

Atualmente, os custos para abrir uma unidade da Farmácia Artesanal giram em torno dos R$ 430 mil. O retorno do investimento acontece a partir de 28 meses e o faturamento médio do franqueado fica entre R$ 50 mil e R$ 200 mil. “Nossa meta é alcançar as 50 unidades franqueadas nos próximos dois anos”, conta Tokarski. Em 2017, a rede faturou R$ 70 milhões.

fonte:revistapegn.globo

Deixe uma resposta