Varejo brasileiro começa a usar armários para entrega de produtos

Comprar online e retirar a encomenda em um armário instalado em ponto estratégico da cidade. Assim funciona a entrega por meio dos chamados lockers, modelo popular nos EUA e na Europa, que começou a ganhar fôlego no Brasil neste ano. Na experiência internacional, a ideia é reduzir custos de frete e oferecer mais conveniência a cliente.

 

Por aqui, as varejistas têm um incentivo a mais para adotar a tecnologia: driblar as dificuldades impostas pela falta de segurança pública, que muitas vezes impede que o produto chegue diretamente à casa do cliente. O problema é particularmente grave no Rio, onde, segundo um estudo da Firjan, os 10.599 roubos de carga registrados em 2017 causaram um prejuízo de R$ 607,1 milhões.

A expectativa do setor é que a modalidade de entrega deslanche no país após a Via Varejo, dona das Casas Bahia e do Ponto Frio, iniciar seu projeto piloto em São Paulo.

A empresa instalou quatro armários na capital paulista e planeja para o mês que vem estrear uma operação semelhante no Rio.

A ideia é que os pontos de coleta fiquem em pontos estratégicos da cidade. Em São Paulo, a varejista opera em parceria com os postos Ipiranga, que abrigam os armários. Para retirar a encomenda, basta informar um código no terminal de autoatendimento.

fonte: pequenas empresa grandes negocios

Deixe uma resposta